Banco de Reserva da Índia e CBDC

Foto do autor

joao

Atualizado em

Banco de Reserva da Índia e CBDC. O Banco de Reserva da Índia (RBI) está atualmente em negociações com autoridades de pelo menos 18 outros países sobre a viabilidade de realizar transações internacionais utilizando sua própria moeda digital emitida pelo banco central (CBDC), conhecida como “rupia digital”.

Um artigo publicado no Economic Times em 27 de junho revelou os ambiciosos planos do RBI para impulsionar o comércio exterior por meio da CBDC indiana. Contudo o texto menciona diversas declarações públicas feitas pelo governador do RBI, Shaktikanta Das.

Durante um discurso proferido em Londres em junho, Das ressaltou a importância da infraestrutura de comércio exterior para a rupia digital, que tem como meta atingir um milhão de usuários no mercado doméstico até o início de julho.

CBDCs

“No entanto, os pagamentos internacionais também serão acelerados, mais eficientes e economicamente vantajosos. Essa é uma área que requer grande atenção. Mantemos um diálogo constante com outros bancos centrais que já lançaram ou estão em processo de lançamento de suas próprias CBDCs“.

Conforme mencionado no relatório, instituições bancárias de 18 nações já estabeleceram contas vostro em rúpias desde julho de 2022. Durante outra ocasião em que se manifestou publicamente, Das explicou o desejo da Índia de disponibilizar sua CBDC. No entanto como meio de pagamento para importar produtos indianos em países que enfrentam desafios no suprimento dos Estados Unidos.

Em suma em novembro de 2022, o Reserve Bank of India (RBI) iniciou o projeto piloto da rupia digital na modalidade atacado. Assim seguido pelo projeto piloto na modalidade varejo em fevereiro de 2023. Em março, foi anunciado um acordo entre o RBI e o Banco Central dos Emirados Árabes Unidos para estudar a implementação de uma ponte de CBDC (moeda digital emitida pelo banco central) com o objetivo de facilitar o comércio e as remessas entre os dois países.

Twitter

Instagram

Para mais notícias relacionadas a criptomoedas, acesse nosso site