Operação Falsificação de Placas de videos na China

Foto do autor

Torfield

Especialista em Criptomoedas

Atualizado em

Suspeitos Presos por Vender Equipamentos Usados como Novos

 

O Esquema de Falsificação de Placas de videos na China

Vários suspeitos foram presos na China por vender placas de videos usadas como novas para mineradores de criptomoedas em uma operação de falsificação, segundo relatórios de 20 de julho. O modus operandi dos criminosos envolvia comprar GPUs relativamente novas em massa de mineradores, limpá-las, remover marcas de identificação e reembalá-las para que aparecessem como modelos novos.

 

A Investigação e Prisão

A prisão ocorreu após uma investigação de um ano pela polícia no distrito de Bincheng, na cidade de Binzhou. Durante a operação, as autoridades descobriram vários gabinetes de mineração sem suas placas de videos em um depósito. Sete pessoas foram presas em conexão com o esquema de falsificação de placas gráficas de US$ 2 milhões.

investigação de falsificaçao de placas de video na china

Os Suspeitos e o Golpe

Os suspeitos, todos de nacionalidade chinesa, são acusados ​​de produzir e vender placas gráficas falsificadas que se parecem com produtos genuínos de fabricantes conhecidos. O grupo explorou a atual escassez global de chips e a consequente alta demanda por placas gráficas, o que dificultou a compra de novas pelos consumidores. Consequentemente, muitos clientes concordaram em pagar mais do que o normal, tornando-se vítimas do golpe sem saber.

 

A Demanda Crescente por Criptomoedas

Nos últimos anos, os preços das criptomoedas dispararam, aumentando em múltiplos desde os níveis de pico de 2017. Em meio a essa demanda crescente, os mineradores precisam constantemente atualizar seus equipamentos para se manterem competitivos quando conectados a redes de prova de trabalho como Bitcoin, Litecoin, Ethereum Classic e ERGO.

 

A Competição na Mineração de Criptomoedas

Nessas redes como a Ethereum Classic, os mineradores conectam suas placas gráficas e competem para resolver problemas criptográficos complexos por uma chance de verificar um bloco de transações. Quando bem-sucedidos, eles recebem recompensas em bloco na moeda nativa da rede. Essas moedas podem posteriormente ser vendidas por dinheiro para atender às despesas operacionais e realizar lucros.

 

A Alta Demanda por GPUs

Embora a mineração possa ser lucrativa, as GPUs estão em alta demanda, considerando que podem ser usadas em outras economias. Essa demanda levou à escassez, motivo pelo qual algumas pessoas reformaram equipamentos e os venderam como novos.

 

O Futuro da Mineração de Criptomoedas

Em agosto, o Litecoin, que é a prata do Bitcoin, reduzirá pela metade suas recompensas de minerador para 6,27 LTC. No próximo ano, Bitcoin e Bitcoin Cash também terão suas recompensas de rede. Esses eventos afetarão a oferta e provavelmente sustentarão os preços nos próximos dias. Com receita reduzida, a mineração pode ser afetada, pois os usuários terão que atualizar seus equipamentos para se manterem competitivos, especialmente se os preços subirem.
siga nosso twitter
Foto do autor

Torfield

Torfiel é um especialista em criptomoedas e, atualmente, ocupa o cargo de CEO no grupo bola365. Ele tem uma vasta experiência em investimentos em criptomoedas desde 2014 e é reconhecido como um líder de pensamento na comunidade de cripto. Com sua compreensão profunda do mercado de criptomoedas e habilidades em marketing digital, Torfiel desempenha um papel importante no sucesso do grupo bola365. Ele está constantemente explorando novas oportunidades no mercado de cripto e compartilhando seu conhecimento com outros investidores e entusiastas. A combinação única de suas habilidades em cripto e marketing digital tornam Torfiel uma adição valiosa ao grupo bola365.