Criptografias e Donald Trump

890

Criptografias e Donald Trump. A “carteira de criptomoedas (Ethereum)” associada a Trump parece estar ligada a uma série de NFTs que ele lançou após seu mandato na Casa Branca. Esses NFTs, que lembram cartões colecionáveis em estilo cartoon com imagens de Trump em diferentes figurinos, ganharam grande destaque no mercado, com duas edições se esgotando em pouco tempo.

A nova informação questiona a postura anterior de Trump em relação às criptomoedas. Ele já havia classificado as criptomoedas como “uma catástrofe iminente” e chamou o Bitcoin de “enganação”. Isso contrasta com sua suposta participação no mercado de NFTs no Ethereum. Em julho de 2019, Trump mencionou em um tweet que “não gostava de Bitcoin e outras criptomoedas”, afirmando que seu valor era “ilusório”.

Há conjecturas entre os analistas sobre se o interesse de Trump no Bitcoin e em finanças descentralizadas (DeFi) estaria ligado ao financiamento de uma possível campanha presidencial em 2024. A capacidade de manter o anonimato e a flexibilidade dessas plataformas para captação de recursos são os fatores que as tornam atraentes.

Quem é Donald Trump ?

Nascido em 14 de junho de 1946, no bairro de Queens, em Nova York, Donald John Trump é um empresário, personalidade da televisão e político americano. Ele foi o 45º presidente dos Estados Unidos, servindo de 2017 a 2021.

Antes de sua carreira política, Trump era conhecido como um magnata do setor imobiliário, tendo construído um império que incluía arranha-céus, cassinos, hotéis e campos de golfe em todo o mundo. Ele também se tornou uma figura proeminente na mídia, especialmente como anfitrião do programa de reality show “The Apprentice”.

Em 2015, Trump anunciou sua candidatura à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano. Sua campanha foi marcada por controvérsias, mas também por um forte apelo populista. Contra todas as expectativas, ele venceu a eleição presidencial de 2016, derrotando a candidata democrata Hillary Clinton.

Durante seu mandato, Trump adotou políticas de linha dura em questões como imigração, comércio e relações exteriores. Ele também supervisionou uma grande reforma tributária e nomeou três juízes para a Suprema Corte dos Estados Unidos.

Seu mandato foi marcado por controvérsias, incluindo um processo de impeachment em 2019, do qual foi absolvido pelo Senado. Em 2020, ele concorreu à reeleição, mas foi derrotado pelo democrata Joe Biden.

Após deixar a presidência, Trump continuou a ser uma figura influente no Partido Republicano e não descartou a possibilidade de concorrer novamente ao cargo no futuro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui