Binance não quer mais licença cripto na Alemanha

517

Binance não quer mais licença cripto na Alemanha.

A Binance optou por desistir de sua solicitação de licença de custódia de criptomoeda na Alemanha. A plataforma de câmbio confirmou a retirada em 26 de julho, quase um mês após surgirem relatos de que a Autoridade Federal de Supervisão Financeira da Alemanha (BaFin) havia rejeitado sua solicitação.

Em 29 de junho, foi divulgado que a BaFin supostamente havia negado a licença de custódia da exchange de criptomoedas. No entanto, na ocasião, não havia uma confirmação oficial se o regulador havia rejeitado formalmente o pedido da Binance ou se apenas comunicou verbalmente à empresa. No entanto, a Binance agora confirmou que decidiu formalmente retirar sua solicitação de licença.

COMUNICADO

Um porta-voz da Binance diz que eles pretendem fazer uma nova solicitação de licença na Alemanha, mas desta vez, com ajustes em seu pedido para refletir as mudanças no cenário regulatório.

A Binance informa que tomou a iniciativa de retirar voluntariamente sua solicitação junto à BaFin. As circunstâncias tanto no mercado global quanto no âmbito regulatório sofreram mudanças significativas. A Binance continua comprometida em obter a licença apropriada na Alemanha, porém, é fundamental que nosso novo requerimento reflita com precisão essas transformações.”

Changpeng Zhao, o CEO da Binance, afirmou que a empresa está agora direcionando seus esforços para se adequar aos regulamentos dos Mercados de Criptoativos (MiCA) da União Europeia, visando assim oferecer seus serviços em países europeus de forma compatível com as normas. No entanto, seus projetos de expansão na Europa foram impactados por desafios regulatórios enfrentados nos Estados Unidos.

A plataforma de criptomoedas está enfrentando múltiplas investigações por parte das autoridades reguladoras financeiras nos Estados Unidos. Além disso, desde o início de 2022, a exchange de criptomoedas também está sob investigação na França.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui