Revolut sai dos EUA e ordena que clientes saquem fundos

648

Gigante das criptos sai dos EUA e ordena que clientes saquem fundos.

O Revolut, um proeminente banco digital, decidiu suspender seus serviços de criptomoedas nos Estados Unidos. A empresa justifica essa decisão citando um ambiente regulatório incerto no país, especialmente após a Comissão de Valores Mobiliários (SEC) processar várias corretoras em 2023.

A Revolut, que alcançou o status de unicórnio em 2018 e atualmente busca obter uma licença bancária nos EUA, parece estar tentando evitar conflitos com o regulador americano. A plataforma permite transações em 24 moedas diferentes, incluindo criptomoedas.

A partir de 2 de setembro, os clientes americanos da Revolut não poderão mais comprar criptomoedas na plataforma. Eles terão até 2 de outubro para vender suas criptomoedas, e a partir de 3 de outubro, a plataforma será completamente fechada para esses usuários.

A empresa esclareceu que essa mudança não afetará os usuários fora dos Estados Unidos e que a decisão afetará menos de 1% de seus clientes globais de criptomoedas. A Revolut continuará oferecendo seus serviços de criptomoedas em todos os outros mercados, incluindo o Brasil.

Enquanto nos EUA a Revolut está suspendendo seus serviços de criptomoedas, em outros lugares, como na Europa, esses serviços estão não apenas ativos, mas também se expandindo. Em fevereiro, a empresa lançou um programa de staking, permitindo que clientes no Reino Unido e em cerca de 30 países europeus invistam em criptomoedas e aumentem passivamente suas participações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui